Dr.Turba

Dr.Turba

TOSSE COMO COMBATER

Photobucket

Antes de qualquer medicação devemos sempre saber a origem da Tosse, isto deve ser feito por um médico.

Vamos aqui ensinar um xarope natural e simples para combater a tosse

Vamos ver primeiro a característica dos componentes:

Mel

Mel é uma substância doce obtida a partir do néctar das flores ou das secreções provenientes de partes vivas das plantas ou que sobre elas se encontram e que as abelhas melificas libam, transformam e combinam com matérias específicas, armazenando-a depois em favos da colméia. O mel é um produto biológico muito complexo a sua composição varia notavelmente como conseqüência da florada que lhe deu origem, e das condições climáticas de cada região. A diferença entre um mel e outro resulta fundamentalmente da quantidade e qualidade de plantas que florescem e produzem néctar. Em muitos casos há uma flora que predomina nitidamente em alguns méis, conferindo-lhes características muitos peculiares, com sabor e coloração .

Em cada 100 g de mel encontramos aproximadamente:

  • Ácido pantotênico ____________ 105 mg.
  • Proteínas e aminoácidos _______ 4,7mg.
  • Hidratos de carbono __________ 70 mg.
  • Água _______________________ 18 mg.
  • Vitamina B1 __________________ 6 mg.
  • Vitamina B2 __________________ 61 mg.
  • Vitamina B3 __________________ 300 mg.
  • Vitamina PP __________________ 0,3 mg.
  • Vitamina C __________________ 2,5 mg.
  • Enzimas (Invertase e amilase).
  • Minerais (Ca;Mg;K;Na;Cl;S;Fe;Si;Cu;etc.).
  • Ácidos: Fólico, Láctico, Fórmico, Málico, oxálico, tartárico, tânico, cítrico e acético.
  • Colina e acetilcolina.

Com essa riqueza de elementos, os nutricionistas chegaram à conclusão que 1000 g de mel puro, equivale a 9000 g de cenoura; 5400 g de maçãs; 4000 g de ameixas; 2600 g de carne de boi; 1400 g de carne de porco; 4200 g de uvas; 3600 g de ervilhas; 1000 g de nozes; 675 g de queijo; 40 laranjas e 21 bananas.

Outras indicações medicinais do mel:

a) Para pessoas sadias:

  • Amenizar as insuficiências alimentares eventuais em aminoácidos, sais minerais, vitaminas, etc.
  • Facilitar a assimilação e a digestão de outros alimentos.
  • Reforçar o organismo em sua luta contra agressões.
  • Dar ao organismo maior resistência contra o cansaço físico e intelectual em ocasião de atividades intensas.
  • Dar ao organismo melhor rendimento, principalmente, aos atletas.

b) Para doentes em casos de:

  • Astenia em casos de cansaço físico ou mental.
  • Anorexia ou perda de apetite.
  • Desnutrição (principalmente para crianças).
  • Deficiência constitucional.
  • Atraso de crescimento.
  • Má dentição.
  • Prisão de ventre.
  • Úlceras gastrintestinais.
  • Anemias (indica-se o mel escuro).
  • Conjuntivites.
  • Bronquites.
  • Tosses.
  • Hipoglicemias.
  • Nefrites (o mel é diurético).
  • Insônia.
  • úlceras dermatológicas.
  • Queimaduras ( aplicação local).
  • Emagrecimento sem etiologia precisa.

Própolis

Utilizada desde a Antiguidade pelos sacerdotes egípcios e pelos filósofos gregos, a própolis é uma substância resinosa que as abelhas coletam em botões e córtex vegetais, transportam para a colméia, na corbícula, e adicionam a ela pólen, cera e secreções da glândula salivar. Hoje, conhecem-se inúmeras substâncias dessas secreções, e elas têm propriedades antibióticas, aplicáveis as diversas cepas bacterianas, além de propriedades cicatrizantes, antiinflamatórias e desinfetantes. Sua composição química é a seguinte: 55 % de resinas e bálsamo, 30 % de cera, 10 % de óleos voláteis e 5 % de pólen. As abelhas precisam ter a colméia toda vedada, para proteger o Mel, e a Geléia Real, as larvas, a Rainha e as Operárias. Assim é a própolis feita pela própria abelha para vedar a colméia. Tem cor preta, é sólida e só se transforma em produto para consumo após ser dissolvida em álcool de cereais. A própolis pode ser retirada sem destruir a colméia, com espátulas especiais. Uma colméia pode fornecer uma quantidade boa de material. O homem passou a utilizar a própolis como remédio caseiro, como antiinflamatório, para dores de garganta, gripes e combate a infecções, embora a medicina oficial não reconheça provas de curas por meio dela. Própolis é um produto antialérgico e antiinfeccioso, um medicamento extraordinário no combate às doenças das vias respiratórias. É um antibiótico natural colhido pelas abelhas, não produz efeitos colaterais, não destrói a flora intestinal, não afeta os rins ou o fígado, porque é eliminado naturalmente pelo organismo. A própolis consegue-se os mesmos feitos da penicilina, estreptomicina, terramicina, cloranfenicol e outros poderosos antibióticos, sem causar nenhum mal ao homem.

Agrião

No agrião encontra-se óleo essencial, iodo, ferro, açúcar, sulfato ácido de potássio. O agrião contém heterosídeos senevólicos (tioglicósidos), caracterizados por apresentarem enxofre em sua molécula, em particular o gluconasturcósido (B-I-S-D-glucopiranósido).

Formula do xarope

Extrato Fluido de Agrião.............15ml

Extrato de Própolis...................6 ml

Mel qsp................................300g

Ação

O extrato fluido de agrião é reconhecidamente útil em casos de necessidade de facilitação da expectoração brônquica, em casos de infecções respiratórias. É associado o mel e a própolis, dois derivados de abelhas que são igualmente importantes e úteis na melhora de processos infecciosos e inflamatórios das vias respiratórias. Como tratamento auxiliar recomenda-se uma boa hidratação durante o tratamento de modo a possibilitar a eliminação secreções respiratórias que precisam de líquidos para serem eliminadas. Recomenda-se cautela em pessoas alérgicas a picada de abelhas.